O cantor e compositor são-borjense Telmo de Lima Freitas, de 88 anos, completados no último dia 13, morreu na tarde desta quinta-feira, 18. O artista deixa enlutados os filhos Ione, Ana Elisa e Leonardo Francisco, além de quatro netos e uma bisneta.

Telmo é autor de clássicos do cancioneiro gaúcho como Cantiga de Ronda, Prece ao Minuano e Baile de Rancho. Foi melhor compositor e melhor CD regional no Troféu Açorianos com o álbum ‘A Mesma Fuça’. Em 2009, foi o patrono da Semana Farroupilha. Esquilador foi a grande vencedora da 9ª Califórnia da Canção Nativa de Uruguaiana, em 1979, com o troféu Calhandra de Ouro. A composição é parceria com Edson Otto e José Antônio Hahn.

Em 2018, Luiz Carlos Borges cantou a obra de Telmo no disco Jaguaretês. Borges já havia prestado uma homenagem ao compositor com a obra ‘Telmo de Lima dos versos Freitas’.

Fonte- GAZ

Deixe seu Comentário